Seu browser não tem suporte ao JavaScript!
Recursos de
Acessibilidade:  
Tecle Alt+1 : ir ao conteúdo Tecle Alt+2 : ir ao mapa do site Texto menor Texto maior Contraste                 
Penápolis, 20 de janeiro de 2018
Rubens de Medici Ito Bertolini - SD
Vereadores
24ª LEGISLATURA

Presidente Atual
Rubens de Medici Ito Bertolini
Adalgiso do Nascimento - PMDBBruno Marcos Araújo dos Santos - PSDCarlos Alberto Soares da Silva - PPSEster Maria Sezalpino Mioto - PSD
Evandro Tervedo Novaes - DEM
Francisco José Mendes - PSDBIvan Eid Sammarco - PPSJosé Antonio Ferres Chacon - PSD
Júlio César Caetano - PSD
Reginaldo Sacomani - DEMRoberto Delfino da Silva - PMDBRodolfo Valadão Ambrósio - PSD
Próxima Sessão

Sessão Ordinária


Dia 05-02-2018

20h00

Câmara apresenta novo pedido em defesa da implantação do projeto Guri
Imagem Noticia para indexar no facebook

Foto:Vereador José Antonio Ferres Chacon, o \"Cabeça\", autor de novo requerimento por implantação do projeto Guri em Penápolis

A Câmara Municipal de Penápolis, por iniciativa do vereador José Antonio Ferres  Chacon, o "Cabeça" (PSD), reiterou solicitação à administração municipal pela implantação do projeto  Guri na cidade. Trata-se de  programa   de educação voltado para a formação musical de crianças, pré-adolescentes e adolescentes, entre os 8 e 19 anos, que em seu contraturno escolar têm gratuitamente acesso a atividades mantidas pelo Centro Cultural São Paulo. Possui mais  de 50 mil alunos distribuídos por todo o Estado de São Paulo com 416 polos, distribuídos em 320 municípios. O projeto disponibiliza cursos como canto coral, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopro, teclados, percussão e iniciação musical. A iniciativa já teve vários pedidos da Câmara Municipal de Penápolis para efetivação no município. O documento apresentado por "Cabeça" questiona a administração municipal se existe alguma ação em andamento para que a cidade também seja atendida. Na região, o projeto "Guri" funciona em Avanhandava, Alto Alegre, Luiziânia, Promissão, Birigui e Araçatuba.

Para participar do Projeto Guri, não é preciso ter conhecimento prévio de música, nem realizar testes seletivos. Basta ter entre 6 e 18 anos incompletos, procurar um polo com disponibilidade de vagas e comprovar a frequência à escola regular. Ao ingressar no Projeto Guri, o aluno opta pelo aprendizado de um instrumento musical, de canto coral, ou de ambos os cursos, além da opção pelo curso de luteria. Nas aulas são trabalhados os mais variados gêneros musicais, desde canções populares e músicas folclóricas a composições eruditas. Além de apresentar aos alunos novos estilos de música e manifestações culturais, a variedade de repertório trabalhada nos polos mantém viva as raízes culturais da própria comunidade.

Nos polos do Guri as atividades são sempre praticadas em grupo, o que estimula a participação dos alunos. Todos fazem parte de uma equipe que passa pelos mesmos desafios e aprendizado. Nas apresentações realizadas ao público, em pequenos, médios ou grandes eventos, o resultado é produto da dedicação do grupo e, ao mesmo tempo, também de cada um.

Para os jovens, participar do Projeto Guri significa unir aprendizado e satisfação. Por tudo isso, o ensino musical é a ferramenta escolhida pelo Projeto Guri para o cumprimento da sua missão de inclusão sociocultural.







melhor utilizado Firefox - Chrome - Ie9 ou superior