Câmara questiona vigilância de reservatórios de água

05/06/2020 às 00:01:00

A Câmara Municipal de Penápolis aprovou segunda-feira, dia 1, requerimento do vereador Rubinho Bertolini (Republicanos),  na busca de informações sobre a vigilância e segurança dos reservatórios de água tratada pelo Daep. A iniciativa busca esclarecimentos de como ocorrem os cuidados no setor. Segundo Rubinho Bertolini, a ausência de vigilância presencial representa aumento de diversos riscos, especialmente na proteção da água."A água é essencial. Devemos ter atenção também para o patrimônio e possibilidade  de acidentes por eventuais escaladas indevidas dos reservatórios por munícipes". O vereador propositor do requerimento também classificou como contraditório haver vigilância presencial nos ecopontos e não para os reservatórios de água. "Se pode colocar para cuidar do lixo por quê não para a água?", questionou Rubinho Bertolini sobre a vigilância presencial.

O vereador Francisco José Mendes, o Tiquinho (PSDB), informou que o Daep acompanha avanços com ações de modernização, passando a utilizar meios eletrônicos em serviços. "Nos reservatórios antes tínhamos  os bombistas que acabavam também ajudando a vigiar os reservatórios. Agora, é  uma normalidade,  em todas as cidades, é tudo de forma eletrônica", disse o tucano.

O vereador Adalgiso do Nascimento, o "Ziza" (MDB), considerou que mesmo com os recursos de câmeras, cercas especiais e monitorameto, ele ainda considera mais viável a vigilância presencial nos reservatórios de água.

Funepe: Rubinho Bertolini requereu à Funepe estudos para a concessão de isenção aos seus alunos no pagamento da rematrícula em julho. O vereador ainda solicitou informações detalhadas se a mesma fundação possibilitou descontos nas mensalidades em função das aulas terem sido alteradas de presencial para o formato EAD no período do novo coronavírus.